quinta-feira, 24 de abril de 2008

Informação!

Sabiam que:

"Notícia do SOL, achei por bem divulgar, creio que diz respeito a todos e já todos teremos tido pelo menos uma situação em que fomos vítimas de abuso, pagamos pelo que não consumimos - "se não consumiu, foi porque não quis".É um direito nosso, do consumidor, façam uso dele quando for devido, mas, do bom senso também, não vamos lançar uma anarquia, ninguém gosta de trabalhar de borla para alimentar o próximo.Reenviem, divulguem, informem. Cidadão informado, já é meio caminho andado...Francisco xico.sottomayor@gmail.com "Ninguém é obrigado a pagar couvert se não o pedir, mesmo que o coma. A Associação Portuguesa de Direito do Consumo (APDC) alertou que qualquer consumidor pode recusar pagar o couvert que habitualmente os restaurantes colocam na mesa dos clientes sem ser pedido, mesmo que seja consumido Segundo a associação, se o cliente recusar pagar o couvert e o restaurante exigir o dinheiro, o proprietário do estabelecimento poderá estar a incorrer no crime de especulação.Se num restaurante colocarem a «entrada» na mesa sem o cliente a pedir, em circunstância alguma terá de a pagar, defende a APDC porque como o couvert lhe foi apresentado sem o ter pedido, poderá mesmo consumi-lo sem ter de o pagar, porque a lei a tal não obriga. «O consumidor não fica obrigado ao pagamento de bens ou serviços que não tenha prévia e expressamente encomendado ou solicitado, ou que não constitua cumprimento de contrato válido, não lhe cabendo, do mesmo modo, o encargo da sua devolução ou compensação, nem a responsabilidade pelo risco de perecimento ou deterioração da coisa», explica a APDC em comunicado.«Não são os usos comerciais que fazem lei. É a lei expressa que tem de ser observada com todo o rigor. A aposição dos acepipes na mesa - sem prévia solicitação - pode configurar um ilícito», ao abrigo do o n.º 4 do art.º 9.º da Lei de Defesa do Consumidor, lê-se no mesmo texto.Segundo a Associação Portuguesa de Direito do Consumo, o DL 143/2001, de 26 de Abril, corrobora esse entendimento no seu artigo 29, ao consagrar que «é proibido o fornecimento ou a prestação de serviços ao consumidor que incluam um pedido de pagamento, sem que este os tenha previamente encomendado».A associação acrescenta que «o destinatário de bens ou de serviços recebidos sem que por ele tenham sido encomendados ou solicitados, ou que não constituam o cumprimento de qualquer contrato válido, não fica obrigado à sua devolução ou pagamento, podendo conservá-los a título gratuito».A APDC sublinha ser a mesma lei a consagrar que a «ausência de resposta do destinatário não vale como consentimento».Qualquer empresário de restauração que não respeite estes preceitos legais incorre no pagamento de coimas que, nos casos de sociedades mercantis, oscilam entre os 3.500 e os 35.000 euros, além de eventuais penas acessórias, refere o mesmo comunicado.Acrescenta ainda que a Lei Penal do Consumo (art.º 35 do DL 28/84, de 20 de Janeiro) tem também solução para os autores de tais ilegalidades, prevendo uma pena de prisão de seis meses a três anos e multa não inferior a 100 dias pelo crime de especulação. Lusa / SOL" A fonte como podem reparar é a Agência LUSA/SOL e recebi esta informação em 10 de Março de 2008.

terça-feira, 22 de abril de 2008

Dissertação de Mestrado em Sociologia - Especialização em Organizações e Desenvolvimento dos Recursos Humanos

TRATAR - Mto interesss

http://hdl.handle.net/1822/6463



http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/6463?mode=full&submit_simple=Show+full+item+record



DC Field
Value
dc.contributor.advisor
Costa, Manuel Silva e
dc.contributor.author
Carvalho, Helena Isabel Lima
dc.date.accessioned
2007-05-23T19:20:51Z
dc.date.available
2007-05-23T19:20:51Z
dc.date.issued
2005-11-24
dc.date.submitted
2005-03-31
dc.identifier.uri
http://hdl.handle.net/1822/6463
dc.description
Dissertação de Mestrado em Sociologia - Especialização em Organizações e Desenvolvimento dos Recursos Humanos
dc.description.abstract
O presente trabalho tem como pano de fundo o estudo da problemática ligada à área da Higiene e Segurança no Trabalho e as suas implicações na Gestão dos Recursos Humanos, no sector da Construção Civil, em três empresas sediadas no concelho de Viana do Castelo: Alberto Rites Lda, Festa & Festa e Aurélios Sobreiros Lda. Encontra-se estruturado em seis capítulos onde são abordadas várias temáticas, tais como, a análise das condições de trabalho, a Ergonomia, a segurança nas organizações, os acidentes de trabalho e a prevenção de riscos profissionais, entre outras. È apresentada uma caracterização do sector da Construção Civil em Portugal, o Enquadramento Nacional e a Regulamentação do Sistema de Gestão da Higiene e Segurança no Trabalho, o modelo de análise e a metodologia adoptada. Esta passou por uma análise exploratória e descritiva das três empresas em estudo, através da realização de entrevistas às chefias directas e de questionários aos trabalhadores, na qual se procurou saber se os trabalhadores e a própria administração cumprem as normas de Higiene e Segurança em vigor, quais as principais causas de acidente de trabalho e em que medida a Higiene e Segurança no Trabalho garantem condições pessoais e materiais de trabalho capazes de influenciar o nível de desempenho, de motivação e, consequentemente, de produtividade dos trabalhadores. Chegou-se à conclusão que a Higiene e a Segurança no Trabalho, bem como a protecção da saúde dos trabalhadores, fazem parte integrante dos princípios que regem as empresas. Para a maioria dos trabalhadores, a existência destes factores exerce muita influência e motivação no trabalho, daí serem necessárias regras e procedimentos em matéria de Higiene e Segurança. Para além destes factores foram referidos outros que contribuem para aumentar o nível de satisfação e motivação no trabalho, entre os quais se destacam, o ambiente de trabalho (iluminação, ruído, vibrações, condições atmosféricas), as condições físicas de trabalho, a ergonomia, a avaliação de desempenho, o salário, o reconhecimento profissional, as tarefas executadas diariamente e a remuneração em função da produtividade. Digamos que o trabalho é influenciado por três grupos de condições: as condições ambientais (iluminação, ruído, vibrações, temperatura), as condições de tempo (duração da jornada de trabalho, períodos de descanso) e as condições sociais (organização informal, clima e cultura organizacional). Ao nível da segurança constatamos que as responsabilidades dos trabalhadores são evidenciadas através do uso dos equipamentos de protecção individual (com menos destaque para o uso diário do capacete de protecção) e colectiva, da troca de impressões com os colegas e chefias, da conservação dos EPI, do cumprimento da sinalização de segurança e da utilização correcta dos equipamentos. A par destas responsabilidades foram constatados alguns acidentes de trabalho em obra e em veiculo, em particular destaque para os pequenos acidentes (cortes/feridas, atingido por objecto, penetração por objecto, entalamentos), ocorridos essencialmente ao final da manhã ou início da tarde. Os de maior gravidade, como por exemplo quedas em altura, apesar de se terem mostrado pouco significativos, são alvo de inquérito e documentados pelos técnicos do IDICT, e, segundo as chefias, a sua principal causa deve-se à negligência e falta de responsabilidade dos trabalhadores. Neste sentido, algumas coisas poderiam ser melhoradas nas empresas neste âmbito, tais como, o fornecimento de mais equipamento de protecção individual, formação e sensibilização dos trabalhadores, mais fiscalização e limpeza no local de trabalho. Em suma, podemos concluir que a Higiene e a Segurança no Trabalho são importantes para o bem-estar dos recursos humanos em seu ambiente de trabalho, pois contribuem para minimizar as condições de insalubridade e de periculosidade, dado que afectam, directa ou indirectamente, a produtividade do trabalhador, conduzindo a um maior ou menor desempenho e motivação no trabalho.
dc.language.iso
pt_PT
dc.rights
open access
dc.title
Higiene e segurança no trabalho e suas implicações na gestão dos recursos humanos : o sector da construção civil
dc.type
Dissertation
dc.subject.udc
69:331.4
dc.subject.udc
331.4:69
Appears in Collections:
BUM - Dissertações de Mestrado
Files in This Item:
File
Description
Size
Format
Corpo_Dissertação.pdf
2174Kb
Adobe PDF
View/Open
Entrevista 7.pdf
19Kb
Adobe PDF
View/Open
Entrevista 6.pdf
19Kb
Adobe PDF
View/Open
Entrevista 5.pdf
19Kb
Adobe PDF
View/Open
Entrevista 4.pdf
19Kb
Adobe PDF
View/Open
Entrevista 3.pdf
20Kb
Adobe PDF
View/Open
Entrevista 2.pdf
21Kb
Adobe PDF
View/Open
Entrevista 1.pdf
22Kb
Adobe PDF
View/Open
Resumo.pdf
14Kb
Adobe PDF
View/Open
Quadros anexo.pdf
286Kb
Adobe PDF
View/Open
Inquérito.pdf
47Kb
Adobe PDF
View/Open
Índice anexos.pdf
14Kb
Adobe PDF
View/Open
Guião de entrevista.pdf
13Kb
Adobe PDF
View/Open
Grelha controle.pdf
17Kb
Adobe PDF
View/Open
Capa.pdf
288Kb
Adobe PDF
View/Open
Capa - anexos.pdf
292Kb
Adobe PDF
View/Open

sexta-feira, 4 de abril de 2008

Segurança interna e protecção civil (?!)

Programa do Governo
Segurança interna e protecção civil
Afirmar a autoridade do Estado e garantir a segurança

O Programa de Segurança Nacional anunciado no início do Mês passado pelo Ministro da Administração Interna fala numa série de medidadas, nomeadamente em formação para os agentes intervenientes no processo de prevenção e socorro à vitima, bem como ao público em geral - depreende-se.
No Programa do Governo - Combater a criminalidade, Segurança interna e protecção civil - Afirmar a autoridade do Estado e garantir a segurança diz-se quanto a este assunto o seguinte: "A diminuição da criminalidade constitui o objectivo a alcançar mediante uma política que, articuladamente, combata as causas e as consequências do crime. Assim, no plano das causas, será dada prioridade a políticas contra a exclusão social e, muito particularmente, de prevenção da toxicodependência e tratamento dos toxicodependentes, desenvolvendo e concretizando as medidas inovadoras aprovadas pelos XIII e XIV Governos Constitucionais. É de registar, neste contexto, que existe uma conexão estatística entre droga e criminalidade, comprovada pela circunstância de cerca de 50% da população prisional estar a cumprir penas por crimes relacionados com o consumo ou o tráfico de drogas. Ao nível do combate às consequências, um policiamento mais visível e eficaz, de integração e proximidade, orientado para a protecção dos cidadãos em geral e, em particular, das pessoas especialmente vulneráveis, como as crianças, os jovens, os idosos e as vítimas de maus-tratos, bem como para o controlo das principais fontes de perigo, é decisivo para inverter a curva ascendente da criminalidade e reforçar o sentimento de segurança. O recurso a novos meios tecnológicos e, designadamente, a meios de videovigilância, com respeito pelos direitos fundamentais, à semelhança do que sucede nos restantes Estados da União Europeia, é também um instrumento fundamental para a prevenção de crimes – e, em particular, de crimes cometidos na via pública [não sabem o que é Home Jaking?! é porque ainda não passaram por lá... ou não deviam ocupar determinados lugares e terem altos sistemas de segurança em casa - só deve exercer determinadas funções quem tem competências para tal e não quem tem amigos em determinados cargos, lobies, etc e mais... segundo a Própria PSP que está no terreno estes assaltos não são de drogados, assim como os tiroteios junto de discotecas, etc]. Para perseguir mais eficazmente a criminalidade organizada e económico‑financeira, é necessário melhorar a investigação criminal [???!!!! sim ??? - também acho. ORGANIZEM-SE, ANALISEM, PLANEIEM, EXECUTEM em trabalho de Equipa e Concluam/Fechem os Projectos com a mesma Motivação com que os divulgam para efeitos politico &comerciais - se o projecto falhou procedam de imediato a Acções Correctivas - muito falam, muito escrevem... concretização de objectivos ???!!! só se ainda faltar muito para as próximas eleições. Lembro, que nos Programas de Apoio a Empresas por exemplo se não estiver tudo em conformidade cortam nas % ou verbas atribuidads previamente!] . Neste contexto, assume a maior importância a colaboração entre os vários órgãos de polícia criminal e entre eles e os Serviços de Informações - [EXACTAMENTE - a começar cá dentro! envia-se um E-mail para o Ministério Público a repetir tudo o que já foi comunicado à PSP local devido a um Assalto/Furto à nossa casa enquanto dormimos (e n os fecham) e passado umas semanas vem o Ministério Público pedir mais documentos de identificação! quais? os que os ladrões roubaram (levaram a carteira....) - pergunto: porquê? o que a PSP informou no processo ao Tribunal suscitava dúvidas? não estáva bem? temos que contar a historinha de novo (TÊm noção do que um assalto á nossa casa enquanto dormimos e nos roubam afecta um ser humano? mas são Instituições que trabalham em colaboração/parceria e em direito das vitimas ou não? é que todos os contribuintes pagam para o ordenados dessas pessoas todas!
Não obstante, manda-se o e-mail com toda a documentão solicitada para o Tribunal correio@matosinhos.mp.mj.pt em 7 de Março passado, telefona-se a confirmar a recepção do mesmo, confirmam que sim e passado cerca de um mês) telefonam a dizer-nos que não têm resposta à carta que me enviaram!!! isto é competência? isto é Gestão da Informação? é para isto que pagamos os nossos impostos e que temos o Ministério Público a representar o cidadão?]. É indispensável, de igual modo, aprofundar a cooperação no âmbito da União Europeia e das Organizações Internacionais em que Portugal participa."
em http://www.mai.gov.pt/lertexto.asp?id=10

Ò Senhor Engº Socrates tem muito que trabalhar, eu sei, mas tem que ser muito exigente para além do que já é e tem demonstrado alguns resultados, ao Delegar funções. Caso contrário todo o trabalho que tem feito é um desperdício dado que o crescimento de um País tudo começa nas pessoas, na Educação e na Mentalidade (e esta última demora mesmo muito a mudar!).

Assumo, que tirei uns minutos às tarefas das minhas funções para escrever isto mas sei compensar, trabalho numa empresa exemplar em termos de trabalho de equipa, de liderança carismática, de sucesso - e trabalha com o estado que demora a pagar e é muito burocrático - existe eficiência e não demagogia!
Espero por certo contribuir para algumas reflexões! como Roland Boldrin (Quem é http://pt.wikipedia.org/wiki/Rolando_Boldrin ?) ao declamar um Poema muito actual "vergonha de mim": http://www.rolandoboldrin.com.br/video/

Ver também http://www.youtube.com/watch?v=ERTmvOll87s About This Video - Sinto vergonha de mim - Poema erroneamente atribuído a Ruy Barbosa recebe correção de autoria na declamação Rolando Boldrin. (less) Added: May 23, 2007

quinta-feira, 3 de abril de 2008

O meu Aniversário!


























Uma forma de vos agradecer:

Coloquei este pequeno texto no Blog da Cláudia:
Gostei sim e muito :-) Os brincos são Muito originais, com um toque muito pessoal. Obrigado à Fantástica Equipa da Sistemas do Futuro que mos ofereceram, entre outras coisas e tudo o que me dão no dia a dia.
Parabéns à artista pela criatividade, designer, carinho e perfeição que sobressaiem na obra ao vivo! é um prazer ter e usar uma obra da Cláudia! Muito sucesso e beijinhos da Aniversariante. Há mais em : http://entrebrincoseoutrascoisas.blogspot.com/2008_02_01_archive.html

Um muito Obrigado também pela Obra/catálogo da Exposição "Rituais de Inverno com Máscaras" do Museu Abade Baçal que me ofereceram, já sabem a minha opinião de que "nunca é demais saber"!.



Aproveito e agradeço também a todos os meus amigos e família o gesto e carinho que tiveram e me demonstraram nesta e em muitas outras ... de facto o poeta diz que não sabe o que doi mais "perder um grande Amor ou um Amigo"! eu não quero perder nem uma coisa nem outra :-)




Aos Carolas e que muito me surpreenderam deixei um post no blog :




"Olá a todos :-) O meu muito obrigado pela mensagens de felicitações de Aniversário de todos, adorei, adorei :-) Sabem eu tive que crescer depressa... sim para ir trabalhar, teve que ser. Como tal, eu adoro o dia do meu aniversário, é um dia em que praticamente há vários anos eu faço questão de não ir trabalhar, é um mimo que dou a mim mesma! Conseguem imaginar o quanto fiquei Feliz com as vossas mensagens? telefonemas, SMS , surpresas? Talvez um dia consigam ler num livro esse sentimento muito especial que eu senti. Bem haja a todos!!!! Se não for antes... até à próxima caminhada que deve ser muito bonita. Beijinhos a todos e "Sejam Felizes" parafraseando a minha amiga Paula Ramos que me levou até vós! e um abraço muito especial ao Alfredo Paiva que teve mais esta iniciativa! Obg :-)


http://oscarolas.blogs.sapo.pt/30862.html


Terça-feira, 18 de Março de 2008
Margarida Rebelo
Parabéns....
tags:
publicado por Os Carolas às 07:57link do post comentar adicionar aos favoritos
Adicionar ao SAPO Tags

Blogar isto
Comentários:
De Vitor Reis a 18 de Março de 2008 às 13:27
Ola Margarida,Quero também desejar um feliz aniversario e muitos anos de vida.E que todos os teus objectivos sejam alcançados ...Bjs
responder a comentário

De simplesmentedetalhes a 19 de Março de 2008 às 20:53
" Viver é ser outro. Nem sentir é possivel se hoje se sente como ontem se sentiu: sentir hoje o mesmo que ontem não é sentir - é lembrar hoje o que se sentiu ontem, ser hoje o cadáver vivo do que ontem foi a vida perdida! "- Fernando Pessoa.
responder a comentário


Desculpa Mónica!!!


""Conhecemo-nos" das caminhadas!!!!
Foi o Alfredo Paiva quem nos disse que fazia anos!!... Queria surpreendê-la com muitos PARABÉNS de todos os Carolas!!!! :)
Espero que tenha tido um dia muito bom!!!!
Beijinhos e até dia 19?! ;)
Mónica Guimarães

P.S. Eu sou a carola que fez anos na véspera da última caminhada... dia 8 de Março!... Levei bolinho... não provou??? ;)


Em 24/03/08, Margarida Rebelo escreveu:
Muito obrigado.

Peço imensa desculpa mas relembre-me de onde nos conhecemos p,.f.
Isto acontece, não tenho na minha lista de conatctos!
Continuação de um Bom Dia!
MR
From: Mónica Guimarães:
terça-feira, 18 de Março de 2008 09:58To:

PARABÉNS!!!!!!!!!!!!!
PARABÉNS, Margarida!!!!!!
Beijinhos
Mónica Guimarães"

"Olá Margarida,
Muitos Parabéns!! Espero já não a encontrar a trabalhar… e que tenha uma boa noite de aniversário!
Um beijo grande,
Cláudia"

"Margarida
Com dois dias de atraso aproveito para te enviar os meus parabéns por mais um aniversário. Espero que tenhas tido um dia muito agradável na companhia das pessoas que te são queridas e que se repita por muitos anos e eu esteja cá para assistir.

Berto"

Olá Margarida Muitos parabens , um feliz dia sao os votos deste pessoal bué da fixe!!!!.Kind Regards / Melhores CumprimentosSusana Martins

Parabéns Margarida, e que contes muitos mais quilómetros juntamente com todos nós por esses caminhos do Portugal profundo e verdadeiro… Mil beijos e um dia maravilhoso para ti…

Manuela Bezerra

Obrigado grande amigo Vitor Pais que teve um tempinho para mim - grande Líder!
"Olá Margarida,

FELIZ ANIVERSÁRIO, repleto de alegria.

Beijos
Vítor PaisDirector
GeralGeneral Manager
Hotel dos Templários Estalagem Lago Azul Barco S. Cristóvão
Largo Cândido dos Reis, 12304-909 Tomar CODEX
Tel: 249 310 100 - Fax: 249 322 191
mailto:191vpais@hoteldostemplarios.pt
http://www.hoteldostemplarios.pt/ visitem!!! vão adorar!!!

"olá Margarida,
sou uma carola "novata", pertenço ao grupo PÉ NO TRILHO de Braga, e estive nos dois últimos passeios dos Carolas
(mês passado Gerês e este mês Valença),
envio-lhe os meus cumprimentos pela passagem dos seus anos,
e aproveito para mandar as previsões do seu signo,,,
quem sabe alguma delas se concretiza na realidade (( tenho dúvidas,,, ))
e assim a Margarida já está prevenida, ehehehehe !!

beijinhos,
Maria José"

De uma Carola que tem andado ausente :
Olá!
Desejo-te um dia feliz. Muitos parabéns!
Aproveita bem o dia.

Um beijo grande
Paula Almeida"

e o Alexandre Mendes do Brasil também não esqueceu!

E como sempre um toque muito especial do Alfredo:
http://postais.clix.pt/ver.html?id=4251900&key=fad8d29c45079c7068a6ce6726a437cd

Espero não ter esquecido de ninguém, sei que não mencionei os meus amores como o Miguelito (carola) e o meu Gatinho, a minha Lina, a minha mãe, irmãos e sobrinhos queridos que não me esquecem embora longe. A Márcia, A Rita, o Johny, o João que está em Berlim, a Anita, a Mélita, a Nela e a Cris, a Cristina que acabou agora o Doutoramento - parabéns grande mulher corajosa, a Angela e o Rui e... tantos outros, a todos guardo no meu coração com carinho, estima e gratidão,

MUITO OBRIGADO!
(As 2 Palavras mais Importantes das Relações Humanas) in "O Telhadinho "

Margarida